“Precisamos empoderar as mulheres e não apenas dar-lhes graciosamente o poder que pertencia aos seus pais ou maridos”, foi com esse discurso que a vice-governadora do Piauí, Margarete Coelho (PP) assumiu na manhã desta quarta-feira (22) o lugar do governador Wellington Dias (PT). Ela será a primeira mulher a assumir o cargo no Estado e ficará por quase duas semanas.

Emocionada, a governadora declarou que tem a responsabilidade de participar como testemunha e protagonista da luta das mulheres pela igualdade de direitos. Ela citou nomes como Miriam Portela, primeira deputada Federal do Piauí; a vereadora Francisca Trindade, a escrava Esperança Garcia e a arqueóloga Niède Guidon. “A emoção de representar as mulheres do Piauí chega, mas acima de tudo a coragem e a vontade de fazer mais e melhor”, disse.margarete21437578946

No dia 30 de julho, Margarete terá um encontro de todos os governadores do Nordeste com a presidente Dilma Rousseff. A reunião é o resultado dos encaminhamentos do encontro dos governadores que aconteceu no Piauí. “Vamos aprofundar as discussões que foram suscitadas em uma carta política escrita no Piauí e que recebeu a adesão dos nove governadores do Nordeste e de mais nove de outros Estados”.

O cargo será ocupado interinamente por ela enquanto o governador estiver em Washington (EUA) para tratar da liberação de recursos para investimentos em educação, saúde e segurança. Na solenidade Margarete foi questionada se estava preparada para assumir o governo nesse momento ou mesmo futuramente, e de modo efetivo ela foi direta. “Sou sertaneja e piauiense. Nós sempre estamos preparadas”, declarou.

Fonte: Portal O Dia/ Fotos: Elias Fontinele

Related Posts

Comentários

Comentário