Jake Gyllenhaal visitou um programa da rádio americana NPR para promover seu mais novo filme, Nocaute. Ele acabou fazendo uma recapitulação de sua carreira e lembrando os dez anos do lançamento de O Segredo de Brokeback Mountain. Como não poderia deixar de ser, o assunto acabou chegando na perda do amigo e companheiro de set Heath Ledger.

“Viajo no tempo ao lembrar de fazer aquelas cenas com Heath, a honra que foi trabalhar com ele e a beleza de seu trabalho. Sinto falta dele como ser humano e sinto falta de trabalhar com ele. E que coisa mais triste é o fato de que nunca mais poderemos ver a beleza de sua expressão”, lamentou o ator.

Veja também: 10 FILMES COM TEMÁTICA GAY QUE PRECISAM SER (RE)DESCOBERTOS

Destaque em produções como Os Suspeitos e O Abutre, Gyllenhaal admitiu que perder uma pessoa próxima que tinha mais ou menos a sua idade o fez mudar suas prioridades. “Acho que foi por causa disso que gosto de sair da minha zona de conforto e entrar em universos que irão me despertar… Tento estar sempre presente aonde estou. Tento ter relacionamentos que sejam tão verdadeiros quanto um set de cinema pode permitir e me manter próximo de pessoas que eu sei que são preciosas. Não se trata apenas de saber que minha carreira pode acabar de uma hora para outra, mas de saber que a vida é preciosa. Acho que perder Heath me fez ver isso, me fez apreciar isso e me afastou de coisas que realmente não importam”, destacou.

por Lucas Salgado, do Adoro Cinema

Related Posts

Comentários

Comentário