A Ayahuasca é uma bebida alucinógena que faz parte de rituais bastante comuns na Amazônia. Consumida há séculos, a substância marrom envolve crenças, sentimentos intensos e energia. Em Ji-Paraná (RO) dezenas de presidiários participaram de um ritual em que a ayahuasca foi servida, em busca de aliviar a pressão de estar preso, para muitos, o sentimento despertado pela amarga bebida é o da vontade de ser perdoado. 

No norte do Brasil, o sistema carcerário enfrenta condições pra lá de precárias e um volume grande de detentos. A fim de minimizar o sofrimento desses presos, a Associação Cultural e de Desenvolvimento do Apenado e Egresso, ou Acuda, que luta pelos direitos humanos em presídios de Porto Velho (RO) iniciou a oferta de sessões de ioga, meditação e Reiki dentro da cadeia.

ayahuasca01

Foto: Daniel Boa Nova

Com uma boa recepção por parte dos detentos, o grupo teve a ideia de oferecer a eles também a Ayahuasca, o que se tornou possível em parceria com uma ramificação do Santo Daime. “Muitas pessoas no Brasil acreditam que os presos devem sofrer, suportando a forme e a perversidade. Esse pensamento reforça um sistema em que os presos voltam à sociedade mais violentos do que quando entraram na prisão“, afirma Euza Beloti, psicóloga do grupo Acuda, em entrevista ao New York Times.

ayahuasca-presos4

Foto: Acuda

ayahuasca-presos3

Foto: Acuda

Uma vez por mês, 15 presos são liberados para serem levados a uma cerimônia em um templo onde a Ayahuasca é administrada, sob supervisão do grupo. A bebida, conhecida por “expandir a consciência”, costuma promover transformações na vida e no modo de pensar desses detentos, que buscam, nas experiências, respostas e o perdão por crimes como sequestro, assassinato e estupro. “Finalmente estou percebendo que eu estava no caminho errado nesta vida. Cada experiência me ajuda a me comunicar com a minha vítima para pedir perdão“, contou Celmiro de Almeida, preso por homicídio.

A glass of Ayahuasca

Foto: AFP

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Fonte: Hypeness

Related Posts

Comentários

Comentário