Usando as hashtags #girlpower e #empoderamento, uma conta no Instagram posta fotos de mulheres e modelos plus size, ao lado de uma edição mal feita, onde elas aparecem mais magras, demonstrando como elas “ficariam melhores” se emagrecessem. O perfil usa legendas depreciativas, humilhando as mulheres gordas com o discurso de que apoiam o movimento de “estar em forma”.

O conta Project Harpoon, faz referência a arpão, instrumento utilizado na captura de baleias, e tem como administradores a comunidade on line 4Chan, conhecida por vazamento de fotos íntimas de famosos, trollagens e humilhações a quem não participa do “clube”.

Com mais 570 seguidores, eles postam em geral, fotos de celebridades como Reber Wilson e as modelos plus size, Tess Holiday e Tara Lynn, com montagens desproporcionais, em um deles eles chegaram a dividir uma das garotas, com a legenda “emagrecer pode beneficiar a todos, você pode até fazer um clone seu! Não diga que fui eu que falei, mas com certeza você vai economizar em passagens de avião”. Em outras citam o movimento feminista, dizendo “se você é uma feminista, então ao menos você deveria estar em forma pra poder ir aos protestos, não ficar presa no estacionamento”.

E os comentários nas fotos estão divididos nos que, claramente, falam mal da ideia e protestam com essa forma de disseminação de ódio e preconceito, e há aqueles que apoiam a ideia, como se humilhar o outro faria com que a pessoa tivesse uma vida “mais saudável”, como os comentários, “você é muito preguiçosa pra se tornar mais saudável? Você é tão mole que isso te deixa triste e não te faz querer mudar? Aceita isso e cala a sua boca”. Enquanto outra usuária escreveu: “Há uma grande diferença entre ‘querer que as pessoas parem de se matar aos poucos com seus hábitos não-saudáveis’ e ‘fazer as pessoas se sentirem tão mal a respeito de si mesmas que elas queiram cometer suicídio’. Você deveria pensar sobre qual lado você quer estar”.

Related Posts

Comentários

Comentário