O cantor e ativista Elton John disse querer um encontro com o presidente russo Vladimir Putin, para debater questões relacionadas aos direitos homossexuais, por considerar “ridícula” sua postura extremista.

“Sou favorável a um encontro com Putin, mesmo que ele possa rir nas minhas costas e me definir um idiota absoluto”, comentou o cantor à BBC, criticando a opinião do russo de que os gays miram as crianças para convencê-las a mudarem de opção sexual. “É um absurdo. Como um presidente da Rússia diz uma coisa estúpida como essa?”, questionou.

A Rússia aprovou em junho de 2013 uma controversa lei contra pessoas que façam “propagandas e comportamento homossexual a menores de idade”. Um relatório da ONU Human Rights Watch do ano passado também apontou que o país fracassa em conter crimes de homofobia, o que provoca um aumento significativo nos casos de discriminação sexual.

7680c1b3-7f22-49fb-b917-eadbd7d096da-2060x1236

Elton John com o presidente da Ucrânia, Petro Poroshenko

O convite foi anunciado após Elton se reunir com o presidente da Ucrânia, Petro Poroshenko, para pedir que ele sugira alterações na legislação do país para proteger LGBT.

O astro agradeceu Poroshenko por seu “apoio” no Instagram e disse: “Especificamente, pedi-lhe que: 1. Proibição de discriminação no local de trabalho com base em sexualidade e identidade de gênero. 2. Proporcionar sanções penais para os crimes de ódio.” e acrescentou “Precisamos de empresários ucranianos para criar uma sociedade mais inclusiva e tolerante. Precisamos desta em todos os lugares”.

Related Posts

Comentários

Comentário