O Adota João Pessoa é uma ONG e que atua há mais de três anos na grande João Pessoa, resgatando, reabilitando e disponibilizando os animais para adoção, através das redes sociais: Facebook, Instagram e site. A ideia surgiu de Alick Sulliman e logo se espalhou para muitos voluntários, e hoje, mais de 1000 animais já passaram pela fanpage.

A ONG já ajudou animais em outras cidades como Sousa e Patos e até fora do Brasil, na Bolívia. “Os resgates realizados são de cães e gatos e quando há algum animal silvestre que precisa de ajuda, orientamos as pessoas a procurar os órgãos responsáveis, como a Policia Ambiental que encaminha para IBAMA/Cetas ou o Parque Zoobotanico Arruda Camara”, explica Alick, que também conversou com a gente sobre o início da ONG, o trabalho realizado, as dificuldades e formas de se voluntariar a essa causa de compromisso a vida.

N2: Quando e como surgiu a ideia da ONG? E quem foram os idealizadores?

Alick: Inicialmente começamos pelo Facebook apenas para divulgar animais perdidos/achados e bichinhos para adoção. Algo mais foi nos movendo a agir, não apenas repassar apelos e informações. E foi assim que começamos a resgatar e auxiliar os animais. A ideia original de criar a página do Facebook foi minha, mas isso é apenas um fio em toda a teia do Adota JP, sem a ajuda de TODOS os voluntários nada seria possível.

N2: Quais as maiores dificuldades?

Alick: São várias dificuldades enfrentadas. A falta de recursos, de espaço e a grande demanda pra pouca ajuda (física, voluntária e financeira). Outro fator que também é difícil são os constantes casos de maus tratos, não conseguimos entender como alguns humanos se satisfazem praticando o mal.

N2: Há uma mensuração de quantos animais já foram resgatados e adotados?

Alick: Não temos como saber exatamente quantos animais foram auxiliados pelo Adota João Pessoa nesses três anos e meio. Nossa página no Facebook também é um portal de auxílio à comunidade, que coloca os animais que estão sobre sua tutela para adoção. No primeiro ano da ONG, nossa estimativa foi de aproximadamente 400 animais auxiliados. Já ocorreu de em apenas um evento, doarmos quase 90 animais (nossos e da comunidade). Sem medo de errar, mais de 1000 animais passaram por nós e pela nossa fanpage.

10261996_10152437736033750_3883906971332565312_n

N2: Como a ONG se mantém e como funcionam as doações?

Alick: A ONG não tem nenhuma ajuda do Governo ou de Empresas. Ela se mantém da ajuda direta e financeira de voluntários, da comunidade em geral que realiza adoções através da nossa conta jurídica. Realizamos bazares, rifas, vendemos produtos institucionais (camisas, canecas, chaveiros) e também mantemos uma ‘Vakinha online’ para que as pessoas possam fazer suas doações com cartão de crédito ou boleto bancário. (http://vakinha.com.br/vaquinha/ajude-os-animais-do-adota-joao-pessoa-pb)

N2: Quem são os colaboradores e como fazer para se tornar um?

Alick: Há várias formas de ser um colaborador. Algumas pessoas podem ajudar com caronas, levando os animais para o veterinário ou lar temporário, recolhendo doações… Existem os colaboradores ‘mão na massa’, que são aquelas pessoas presentes em eventos de adoção, bazares, fóruns. Sem elas é impossível ajudar os animais. E também há os colaboradores financeiros, que são de extrema importância para manter o nosso trabalho. Temos alguns colaboradores financeiros fixos, onde fixaram um valor de doação e uma data, sendo assim, enviamos um boleto. Quem quiser ajudar sendo um doador mensal basta enviar e-mail para doacaoadotajp@gmail.com e para qualquer informação sobre voluntariado e como ajudar é só enviar um e-mail para adotajoaopessoa@gmail.com

Related Posts

Comentários

Comentário