Durante o segundo dia do Congresso da Feira Internacional de Turismo (Fitur), realizada em Madri (ESP), focada na indústria dos profissionais de turismo, o presidente da Câmara de Comércio Gay Lésbica da Argentina (CCGLAR), Pablo De Luca, anunciou o lançamento da Associação Latino-Americana de Turismo LGBT (ALT LGBT), uma organização que reúne empresas, profissionais e organizações de oito países da região.

O projeto ganha vida depois de quase dois anos de planejamento, e os países representados nesta fase inicial da empresa com sede em Buenos Aires são: Argentina, Brasil, Chile, Colômbia, Costa Rica, México, Peru e Uruguai.

“Estamos realizando esforços individuais em cada um dos países, através das câmaras de comércio ou do turismo LGBT/GLS, e é claro que seria interessante nos unirmos para melhorar o envolvimento de empregadores e prestadores de serviços turísticos na região e promover os eventos que ocorrem em cada um desses países”, declarou De Luca.

Os demais países da América do Sul e Caribe ainda estão abertos a aceitar o convite, que pretende consolidar a representação no maior número de destinos na América Latina.

Veja também: PORTO ALEGRE ESTUDA ESTRUTURAÇÃO PARA SER REFERÊNCIA COMO TURISMO LGBT

“Oficialmente ALT LGBT será apresentada durante GNETWORK360, a Conferência Internacional de Negócios e Turismo LGBT mais importante da América Latina, que terá lugar em Buenos Aires de 2 a 5 de agosto 2016 com a presença de seu conselho de administração composto por representantes dos países fundadores”, apontou o vice-presidente da CCGLAR, Gustavo Noguera.

No Brasil, o convidado é Clovis Casemiro, com vasta experiência no Turismo LGBT/GLS, que, como outros executivos, montará o grupo e a representação no País. “O importante é a união dos países criando cada vez mais uma ótima sinergia de cooperação em vários aspectos, inclusive motivando o turismo entre os países, que já recebem visitantes de diferentes nacionalidades latinas, mas ainda sem um esforço comum”, finalizou Casemiro.

Para conhecer mais sobre a ALT LGBT:  www.alat.lgbt​

Related Posts

Comentários

Comentário