Amal Fashanu é filha do ex-jogador Justin Fashanu, o primeiro a assumir publicamente que era homossexual no mundo do futebol, e em entrevista à “BBC Radio 5”, Amal falou sobre o preconceito dentro do futebol. “Eu conheço sete jogadores que jogam na Premier League e são gays. O futebol ainda é um mundo muito obscuro neste sentido”.

Amal é modelo e disse que é muito complicado para um atleta assumir tal situação, porque pode afetar todas as pessoas ao seu redor. “Se um jogador admite sua homossexualidade, o eco sobre a sua confissão acaba por afetar não só os próprios jogadores, mas o resto de seus companheiros e entes queridos, incluindo pais e amigos. E não quero nem imaginar como se vive em uma situação deste tipo para qualquer futebolista”.

Veja também: APÓS ASSUMIR A HOMOSSEXUALIDADE, IAN MATOS DIZ: VOCÊ PODE SER GAY E FELIZ

justin fashanu

A modelo Amal Fashanu, filha do ex-jogador Justin Fashanu.

Em entrevista ao jornal “The Sun” em 1990, Fashanu assumiu ser homossexual disse que sofreu preconceito, além de ver a sua carreira declinar nos gramados. Seu último clube foi o Atlanta Ruckus, dos Estados Unidos, em 1997, um ano antes de ele ser encontrado enforcado em Londres. Ele deixou uma carta de despedida na época:

“Me dei conta de que eu havia sido condenado. Não quero mais ser uma vergonha para meus amigos e minha família. (…) Espero que Jesus me dê boas vindas e que eu finalmente encontre a paz”, dizia o bilhete.

Além de Fashanu, apenas mais dois jogadores de futebol revelaram que são gays: o meia Robbie Rogers, do Los Angeles Galaxy, em 2013, e o ex-jogador alemão Thomas Hitzlsperger, que falou sobre o assunto em 2014, dois anos após se aposentar.

Related Posts

Comentários

Comentário