A Avon já percebeu há algum tempo que investir na diversidade é o caminho, e mais uma vez, deu apoio à comunidade LGBT. E na comemoração do Dia Internacional do Orgulho, a marca disponibilizou sua nova campanha #SinaNaPele, estrelando nomes como o cantor Liniker, a youtuber Jessica Tauane (Canal das Bee), entre outros.

Na peça publicitária, a marca faz uma brincadeira e troca o “a” do “todas” por “e”, sinalizando que o produto pode ser usado por qualquer pessoa, independente do gênero. “A pele não tem gênero nem preconceitos. Essa é o recado que o Novo BB Cream Matte Avon Color Trend tem para você”, diz a descrição da campanha publicada no YouTube, que finaliza: “Lacre também é luta”.

O vídeo ficou lindo, dá só uma olhada:

Avon e a diversidade

Em abril a marca apresentou sua nova garota propaganda, a drag queen Pabllo Vittar, para a campanha “Louca por cores”. Relembre aqui. E no mês passado a Avon surpreendeu ao responder um comentário ofensivo e intolerante em suas publicações.

avon

Ainda no mês passado, a marca preparou para o dia das mães um vídeo incrível, #MãeSemCulpa, apresentando a história de Cida e a experiência de ser mãe de um menino negro e bissexual. Cida faz um relato sincero, comovente e elucidativo sobre as dificuldades que ela e seu filho, Caio, vivenciam em uma sociedade que guarda a ambos tanto preconceito – no caso dela, por ser mulher e negra, e no dele, por ser bissexual, negro e bolsista em uma escola particular. (veja abaixo)

E não é de  hoje que a marca têm se mostrado a favor da causa. Quem se lembra do episódio de 2012, quando ela retirou de seus catálogos os livros da editora de Silas Malafaia?

Ativistas LGBTs iniciaram na época uma manifestação após constatarem que tais livros realmente estavam sendo comercializados nos catálogos da empresa, paralelamente ao lançamento, pela Editora Central Gospel, de um livro explicitamente homofóbico e sem base científica alguma, denominado “A Estratégia: Os planos dos homossexuais para transformar a sociedade”, cujo autor, um pastor norte-americano, envolvia-se com esquemas de corrupção ao mesmo tempo em que fazia sua cruzada contra os direitos LGBTs.

Os protestos contra a revenda de tais livros pela Avon se espalharam pelas redes sociais na medida em que as respostas individuais dadas pela empresa via e-mail aos ativistas LGBT eram padronizadas e insatisfatórias, o que levou a Avon a emitir uma nota no seu facebook sobre o respeito á diversidade da empresa, informando que a empresa estava avaliando as ponderações recebidas e buscando a melhor solução para seguir atendendo nossos consumidores com base em nossos valores.

Related Posts

Comentários

Comentário