O documentário Nosso Amor Existe, do fotógrafo Ricardo Puppe e do jornalista Theo Borges, apresenta histórias de casais homoafetivos, abordando temas como relacionamento, medos, angustias, preconceito, casamento, e claro, amor.

O curta faz parte da campanha Nosso Amor Existe, que reúne histórias de casais LGBTs, através de depoimentos em vídeos e fotos pela fanpage no Facebook, que tem como o objetivo proporcionar um espaço de visibilidade e identidade às relações homoafetivas, compreendendo a importância da representatividade.

“Mais do que histórias sobre as orientações sexuais, são histórias de amor. São histórias de pessoas de carne e osso, que se alegram, que choram, que sangram, que sentem medo, que querem um mundo onde o seu afeto não afete os demais”, comenta Theo.

Lançado no dia 12 de junho, o documentário ganhou um significado ainda maior diante do atentado terrorista homofóbico em Orlando, na Florida (EUA), onde 50 pessoas foram mortas e outras 50 ficaram feridas, no ataque a boate gay Pulse.

No Brasil, só em 2015, estima-se que 318 pessoas foram mortas vítimas de homofobia, aproximadamente uma morte a cada 28 horas, fora o grande número de casos que nem chegam a virar estatísticas. Diariamente o disque denúncia recebe uma média de 5 denúncias de violência homofóbica, o que reitera a necessidade em falar sobre o respeito a diversidade e às demonstrações de afeto em público.

Campanha

Através do mote do dia dos namorados e das namoradas, a campanha alimentada de forma colaborativa vem mostrando que o amor existe e resiste. Pelo Facebook, a campanha já reúne mais de 20 histórias e muitas curtidas.

“É uma emoção grande ver tudo isso acontecendo”, Ricardo Puppe, um dos idealizadores. “[É uma alegria] ler comentários positivos das pessoas desejando amor e felicitações aos nossos casais.”

Assista ao documentário Nosso Amor Existe:

Related Posts

Comentários

Comentário