O site A Gambiarra, apresentou esta semana, uma seleção de fotos do fotógrafo Robin Hammond, quando esteve na Nigéria em 2014 para fazer uma cobertura à revista National Geographic. Na época, ele se deparou com histórias de cinco jovens homens que foram presos e torturados e enfrentavam a pena de morte por serem gays.

Robin quis ouvir suas histórias e pediu a cada um deles que escrevessem um breve relato do que havia acontecido. Sentindo-se tocado pelas pessoas e suas histórias, principalmente porque todas elas tinham detalhes que os noticiários não contavam, resolveu usar a sua arte para contar ao mundo o que acontecia por ali.

Ao longo dos próximos meses ele viajou para diversos países com leis anti-gays em vigor, como é o caso de Camarões, África do Sul e Uganda. O objetivo era o mesmo: fotografar as pessoas que tinham sido discriminadas pelo simples fato de serem lésbicas, gays, bissexuais, travestis ou transgêneros, e em maio de 2015 lançou o seu projeto intitulado de Where Love Is Illegal (Onde o Amor é Ilegal).

O resultado é emocionante. O público em geral também pode participar escrevendo qualquer caso de perseguição homofóbica que tenha sofrido, utilizando a plataforma de Robin para se abrir e sensibilizar o mundo e fazer valer os direitos humanos.

Confira algumas dessas histórias:

leis anti-gays

Boniwe, da África do Sul, aparece segurando a foto de sua filha Nontsikelei, que covardemente foi estuprada e espancada antes de ser estrangulada até a morte.

leis anti-gays

Naze Flavier fugiu para a África do Sul esperando que fosse aceita por ser uma mulher transexual. Acabou sem-teto e vítima de estupro.

leis anti-gays

Darya foi brutalmente espancada com um bastão de baseball e depois esfaqueada por um grupo de homens mascarados enquanto voltava para casa.

leis anti-gays

Naomi e Dolores foram espancadas pela polícia por serem transexuais.

leis anti-gays

Rihana e Kim foram despejados de onde morava, espancados e presos por conta da acusação de homossexualidade.

leis anti-gays

Olwetu e Ntombozuko, da Afrida do Sul. Ntombozuko foi esfaqueada no estômago por quatro homens que a roubaram em seguida.

leis anti-gays

Mitch Yusmar é transexual, pai de dois filhos, posa ao lado de sua esposa Lalita Abdulla. A união deles não é reconhecida legalmente.

leis anti-gays

J e Q e o casamento que não é reconhecido na Uganda.

leis anti-gays

O e D são da Rússia, país em que as leis anti-gays são bem rígidas. Elas foram agredidas depois de frequentarem um show de jazz apenas por terem dado as mãos.

leis anti-gays

Kamarah é da Uganda, foi amarrado e torturado por policiais, e estuprado na cela por outros prisioneiros.

Related Posts

Comentários

Comentário