Atletas lésbicas

O clima de alegria tem tomado conta do Brasil desde a última semana por conta das Olimpíadas e, principalmente, pelos jogos acontecerem bem aqui no país. Mas, um problema grave está tirando a concentração de alguns atletas pela vergonhosa forma são identificados: bicha!

São gritos homofóbicos que fizeram, por exemplo, a atleta homossexual Megan Rapinoe da seleção de futebol feminino dos Estados Unidos denunciar o ato. Ao Los Angeles Times, Megan disse que é muito doloroso conviver com manifestações como essa durante o evento.

Os gritos de “bicha” já foram relatados em pelo menos duas partidas de futebol feminino durante a Rio 2016. Uma delas foi no jogo entre o Canadá e Zimbábue, em São Paulo; enquanto a outra foi o jogo entre os Estados Unidos e a Nova Zelândia, em Belo Horizonte, onde Megan estava presente. Os dois episódios aconteceram na última quarta-feira, dia 3. No entanto, o duelo no Mineirão, foi marcado pelos gritos de “zika” a goleira Hope Solo, em referência a uma postagem dela no Twitter ironizando a situação no Brasil.

Via: Jornal O Tempo

Related Posts

Comentários

Comentário