A holandesa Valentijn De Hingh vestiu a peça como forma de protesto no EuroPride, em Amsterdã.

1470688846957

Para combater o preconceito e a homofobia, a modelo holandesa Valentijn De Hingh usou no último dia 05 um vestido feito com as bandeiras dos 72 países onde a homossexualidade é considerada crime.

Criada pelo estilista Mattijs Van Bergen, a peça chamou a atenção durante o EuroPride, parada gay que promove a visibildade das lutas LGBT, em Amsterdã. Em seu instragram, Valentijn afirmou que cada país que mudar sua legislação a respeito disso terá sua bandeira substituída por uma flâmula do arco-íris, símbolo da comunidade LGBT.

Related Posts

Comentários

Comentário