A série The Good Place (O lugar bom), nova produção para a NBC faz uma arriscada aposta ao tentar fazer piada com assuntos religiosos. Criada por Mike Schur (de Brooklyn Nine-Nine), o roteiro mostra a luta de uma mulher comum para alternar seu comportamento, caso contrário não poderá permanecer no céu. No caso, a versão “excêntrica” do paraíso retratado na telinha.

No primeiro episódio, Eleanor (Kristen Bell), uma jovem que nunca foi uma pessoa boa durante sua vida na terra, morre e descobre que todas as religiões estavam erradas. Ela desperta num lugar que se parece muito com o planeta que vivemos e precisará passar a eternidade ao lado de sua “alma gêmea” em um local dirigido por um tipo de guia espiritual chamado Michael (Ted Danson).

Quando as coisas começam a dar errado, Eleanor descobre que ela não poderia estar ali. Segundo é explicado, quem não merece o “lugar bom” acaba indo para o “lugar ruim”, que se aproxima da descrição bíblica do inferno como local de sofrimento eterno.

Os diálogos da série abordam questões filosóficas e teológicas, que tentam mostrar ao telespectador que a vida humana deveria ser baseada na busca em se fazer o bem para o próximo. A certa altura, Michael explica que cada ação na terra pode acrescentar ou tirar pontos, e que a ida para o bom lugar é por “mérito”.

Jesus e Deus não são mencionados na série, e segundo o personagem de Danson, as religiões só acertaram “uns 5%” do que acontece com o ser humano após a morte.

A produção apresenta um céu muito parecido com a terra, onde há espaço para fofocas, medos, mentiras e intrigas. Em um dos primeiros episódios, o casal de “almas gêmeas” que passarão a eternidade juntos é formado por dois homens.

De uma forma sutil e pretensamente divertida, o céu “politicamente correto” tenta ensinar que o que realmente vale a pena na vida é ser bom. O par de Eleanor é Chidi Anagonye (William Jackson Harper), um professor de ética senegalês que se esforça para ajudar a personagem principal a aprender o altruísmo como o verdadeiro sentido da vida.

Com 13 episódios programados para a primeira temporada The Good Place, que estreou no canal no dia 19 de setembro não têm alcançado índices de audiência que garantam sua continuação no ano que vem, mas vem se somar a uma lista de seriados recentes que abordam questões espirituais de uma maneira que confronta diretamente o que a Bíblia ensina sobre a vida.

Related Posts

Comentários

Comentário