Acontece em Curitiba entre os dias 18 a 20 de Novembro, o 13º Congresso Nacional do Exodus Brasil sobre Sexualidade Humana, na Igreja Batista do Bacacheri, tendo como objetivo capacitar e instruir os “ministérios de ajuda” sobre a questão e discutir homossexualidade e transexualidade.

Atentos de que se trata de um evento que promove a demonização da homossexualidade e a “cura” gay, um grupo de cristãos LGBTs de Curitiba promoverá em frente ao evento um beijaço.

“Infelizmente a maioria das pessoas gosta de se apegar a “religiosidades”, e fazer o velho e conhecido ato de “culpabilizar alguém” pelos males do mundo. Quando não é o diabo são as putas, os gays, os bêbados e por aí segue. É lamentável viver num mundo onde as pessoas ainda usam textos religioso para justificar seus preconceitos”, diz o chamado para o protesto, marcado para o dia 18 deste mês.

“Na ânsia de provar seus valores repete que “ama o pecador, mas odeiam o pecado” , que “Deus te ama como você é, mas não te deixa como está”. Isso é homofobia, não é cristianismo prezando pelos valores de Deus, é preconceito disfarçado de religião. Passado de uma geração para a outra, a intolerância continua. Eles jamais irão assumir isso, mas sustentam os assassinatos, os suicídios, os abandonos”, diz o pastor Cristoffer Zilotti, da Comunidade Abraça-me Curitiba, Igreja Inclusiva à revista LadoA.

O congresso traz “pautas” como: “Travestismo”, “Vitória sobre as tentações e prevenção de recaídas”, “Quando meu filho está na homossexualidade”, e a famigerada invenção da “Ideologia de Gênero”.

O Beijaço divulgado pelo Facebook convida todos e todas a comparecerem ao congresso portando bandeiras e faixas contra a homofobia, o preconceito e a intolerância religiosa. O congresso também foi denunciado ao Ministério Público pelo Grupo Dignidade por curandeirismo e charlatanismo.

Foto de Capa: Charge Latuff, 2012.

Related Posts

Comentários

Comentário