O filme de Jake Witzenfeld estreou em 2015 e vem recebendo elogios pelas terras tupiniquins após ser disponibilizado pela Netflix. Ele apresenta o cotidiano de três jovens homossexuais em Tel Aviv, e mostra como os discursos e percepções equivocadas do que é ser gay no Oriente Médio chega até o ocidente.

O enredo conta a história de Khader, de 25 anos, que vive com o namorado judeu e armênio, David, e alega que sua família muçulmana o ama e o aceita.

Já Fadi, 26 anos, não tem interessem namorar judeus israelenses, mas logo se apaixona por Benjamin e se preocupa com o fato dele representar tudo o que ele é contrário.

E Naeem, que tem 24 anos e se sente confortável com sua vida na cidade, mas que ainda não está pronto para sair do armário para sua família, que além de mostrar em uma aldeia conservadora e distante de Tel Aviv, insiste para que ele deixe a cidade e volte a morar com a família.

oriented_03

Os amigos formam o grupo ativista Qambuta, e resolvem criar uma série de vídeos para o YouTube, para contar suas experiências e suas utopias políticas e sociais, trazendo as temáticas de igualdade sexual e de gênero e os debates sobre os Palestinos em Israel.

Muito bem produzido, o longa é muito feliz em conseguir desconstruir as imagens ocidentais sobre a cultura e as dimensões dos problemas sociais que eles vivem, que perpassa as questões da sexualidade, e mescla religião, política e cultura num cotidiano desafiador.

“Quando as pessoas pensam em conteúdo sobre o conflito Israel-Palestina, eles imediatamente esperam que seja algo 8 ou 80. Eu acho que o mais incrível é que, com esse filme, nós conseguimos criar um espaço meio termo. Eu quero que as pessoas fiquem confusas, que se perguntem sobre o que elas sempre acreditaram e se questionem sobre o que esse filme as fez acreditar. O filme é sobre Palestinos, mas não estamos pedindo que os espectadores escolham lados. Queremos compartilhar a realidade deles, suas vidas”, comenta o diretor.

Assista ao trailer de Oriented:

Related Posts

Comentários

Comentário