Existe explicação pra homofobia? A gente sabe que é ignorância e ódio, mas o presidente do Vasco da Gama tem outra. Em entrevista ao canal Na Lata, com Antônia FontenelleEurico Miranda, afirmou que é contra árbitros gays no futebol brasileiro porque eles poderiam favorecer ao time do namorado.

Dá pra acreditar?!

Ao ser questionado se era contrário a mulheres e gays no futebol, Eurico diz que contra mulher, não. “Eu não sou contra o gay. Me manifestei no futebol sobre isso por ser contra árbitro gay. Isso desde lá atrás. Motivo de eu ser contra? Não tenho nada contra o gay, agora contra o chamado por todo mundo de gay, mas não é gay, é a bicha, a bicha extrovertida e toda cheia de coisa”, afirmou o mandatário (no vídeo abaixo, 15:58).

Ele acredita que o árbitro gay pode tender ao time favorito de seu namorado. Bom, precisamos explicar por que a afirmação é burra? Partindo da mesma lógica, um árbitro hétero não poderia apitar um jogo porque ele tenderia ao time de sua parceira?!

A declaração do presidente do Vasco é tão estúpida que beira ao ridículo, e é assim que a homofobia se faz presente no futebol, e em todos os lugares da sociedade. Pode permanecer velada, nascer da pura ignorância e se fazer violenta das mais variadas formas.

Related Posts

Comentários

Comentário