O pastor Silas Malafaia, líder do ministério Vitória em Cristo, ligado à Assembleia de Deus, vem ganhando destaque da mídia nos últimos anos por seu fascínio com o mundo e as liberdades individuais de pessoas LGBT. A último do pastor evangélico foi a promoção de um boicote aos produtos Disney, depois que a companhia multinacional norte-americana apresentou um selinho entre dois homens, em um dos episódio da animação Star vs. As Forças do Mal.

A atitude do pastor virou piada pelas redes sociais, que logo o levou a vociferar pelo Twitter mensagem de ódio, como vem fazendo já há algum tempo, quando é confrontado.

Em meio a tudo isso, o portal RD1 resolveu fazer um levantamento, do número de vezes que o pastor evangélico usa sua rede sociais para atacar à comunidade LGBT ao invés de promover a fé e evangelizar. No levantamento analisando a primeira semana do mês de março, Malafaia já havia publicado a palavra gay em 33 mensagens.

Mas o que mais chama a atenção é a comparação com outras palavras, como Deus, usada apenas três vezes e Jesus e evangélico postadas um vez. A palavra bíblia não foi usada em nenhum momento, e outras palavras como safadeza (7 vezes), erotizar (9 vezes), homossexualismo (10 vezes) e ativismo gay (18 vezes) também marcaram a primeira semana agitada do pastor.

O pastor já tinha se envolvido recentemente em outra polêmica, quando foi indiciado pela Polícia Federal na Operação Timóteo por lavagem de dinheiro. Ele é inclusive, é investigado por receber dinheiro do principal escritório de advocacia envolvido em um grande esquema de corrupção. A polícia ainda procura saber se o religioso emprestou contas correntes de um instituição evangélica sob sua influência com a intenção de ocultar a origem ilícita dos valores.

Vejam outras palavras-chaves que foram registradas no levantamento:

BÍBLIA – 0 vezes
JESUS – 1 vez
EVANGÉLICO – 1 vez
MARICA – 2 vezes
DEUS – 3 vezes
AGENDA GAY – 3 vezes
SAFADEZA – 7 vezes
EROTIZAR – 9 vezes
HOMOSSEXUALISMO – 10 vezes
ATIVISMO GAY – 18 vezes
DISNEY – 30 vezes
GAY – 33 vezes

Related Posts

Comentários

Comentário