Depois de dois anos presa, a transexual Verônica Bolina, de 27 anos, foi solta nesta semana pela Justiça de São Paulo, que também a absolveu dos crimes que respondia por tentativa de assassinato contra uma idosa e agressão contra outras quatro pessoas.

A prisão da cabeleireira em 2015 chamou a atenção após fotos dela seminua, algemada e com o rosto inchado, vazarem na internet. Segundo o G1, Verônica passou por um exame de sanidade mental que a considerou “absolutamente inimputável” quando cometeu os crimes, ou seja, ela não tinha consciência do que estava fazendo e, por esse motivo, não pode responder criminalmente por seus atos.

No alvará de soltura expedido na última terça-feira (02/05), o juiz Roberto Zanichelli Cintra determina, porém, que Verônica siga tratamento ambulatorial pelo prazo mínimo de três anos. “A absolvo sumariamente”, escreveu o magistrado, que determinou “ainda que seja imediatamente submetida a novo exame psiquiátrico”. Verônica teria deixado o Centro de Detenção Provisória (CDP) Pinheiros 3, na quarta-feira (03/05).

Apesar disso, ela ainda é acusada da lesão corporal cometida contra o carcereiro no dia 12 de abril de 2015. A denúncia de tortura que Verônica atribuiu aos policiais no 2º DP também continua sendo investigada pela Corregedoria da Polícia Civil.

Via: Pheeno.

Related Posts

Comentários

Comentário