A tradicional foto da reunião da OTAN (Organização do Tratado do Atlântico Norte), com as, até então, primeiras damas no encontro chamou a atenção da imprensa, por um fato inédito, a presença de um “primeiro marido”. Gauthier Destenay, casado com o primeiro-ministro de Luxemburgo, Xavier Bettel.

O encontro em Bruxelas trouxe nome como as primeira-damas Melania Trump (EAU), Brigitte Macron (França), a rainha Matilde, da Bélgica, Emine Gulbaran Erdogan (Turquia), a mulher do secretário-geral da OTAN, Ingrid Schulerud, além das primeiras-damas da Bulgária e Islândia.

Bettel se uniu com Destenay oficialmente em 2015, após o casamento gay ser reconhecido judicialmente no país. Ele se tornou o primeiro premier de Luxemburgo a assumir que é homossexual em dezembro de 2014, após uma campanha eleitoral em que a sua sexualidade não era segredo nem problema. Antes do encontro na Otan, Destenay já havia acompanhado o marido em visita ao Vaticano.

Além disso, ele é o único chefe de governo assumidamente gay desde que a ex-premier da Islândia Johanna Sigurðardóttir e o ex-premier da Bélgica Elio di Rupo terminaram seus mandatos, respectivamente, em 2013 e 2015. “Eu tenho apenas uma vida, e eu não quero esconder ela”, disse Bettel em entrevista. “Mas eu não era ‘o candidato gay’. As pessoas não votaram em mim por eu ser gay ou heterossexual”.

Veja também:

A presença de Destenay na foto é uma grande mensagem contra a homofobia, principalmente neste momento em que a Otan reúnem líderes mundiais, e uma crescente onda conservadora surge na Europe, e na Ásia, lembrando ainda das denúncias de perseguição a homossexuais na Rússia e campos de concentração na Chechênia.

Com informações do O Globo/ Foto de Capa: Aurore Belot/ AFP.


Conheça também o documentário Nossos Amor Existe:

Related Posts

Comentários

Comentário