O filme gaúcho Beira-mar, de 2015, entrou para o catálogo do serviço de streaming da Netflix e vem chamando a atenção pela sua qualidade técnica e por seu roteiro, que foge do tradicional filme com temática LGBT, onde a descoberta da sexualidade é o ponto central da trama.

No longa dos diretores Filipe Matzembacher e Marcio Reolon, Martim (Mateus Almada) está viajando para o litoral do Rio Grande do Sul, encontrar com familiares que ele não tem contato há muitos anos, a fim de resolver um problema de família, e convida seu amigo Tomás (Maurício José Barcelos) para acompanha-lo.

Em vários momentos do filme é possível perceber uma espécie de tensão entre os dois, quase um desejo reprimido, mas Martim sempre parece não se envolver, ou melhor, não pensar muito a respeito, até que o amigo revela que é gay.

Ele passa então a questionar como foi se descobrir gay e como é viver a sexualidade e se relacionar com outro homem. Enquanto revê alguns aspectos pessoais, como a forma com que foi educado e sua relação conturbada com o pai, vai se deixando conhecer e se reconhecer em Tomás.

Beira-mar é um filme que perpassa o cinema ‘adolescente’, e entrega uma obra coerente, densa, e introspectiva.  Com uma narrativa inteligente, os diretores vão apresentando doses de complexidade aos personagens no decorrer da trama, e a cada novo elemento, a história vai se tornando ainda mais consistente.

Embora o roteiro não seja autobiográfico, ele nasceu a partir das memórias afetivas dos diretores, que se conheceram na PUC-RS. “A gente não sentia a nossa adolescência representada no cinema”, comentou Matzembacher em entrevista ao O Globo. “Queríamos passar para o espectador uma visão positiva sobre esse momento de se assumir, sem necessariamente embarcar numa trama trágica”.

Veja também:

Repleto de momentos de silêncio e de desconfortos, o filme explora um limite de amizade real, e que é vivenciada por muitos adolescentes, e é nessa relação interessante do cotidiano, com suas doses de realismo, que Beira-mar se torna um grande nome das produções nacionais contemporâneas.

Assista ao trailer de Beira-mar:

Related Posts

Comentários

Comentário