O medalhista britânico, Colin Jackson, prata nos 110m com barreiras na Olimpíada de Seul em 1988, declarou sua homossexualidade aos 50 anos. O ex-atleta, que hoje é comentarista da BBC, havia negado muitas vezes que fosse gay durante toda a carreira.

Em um documentário de uma emissora de TV sueca, falando com ex-atletas suecos gays, Jackson disse que sempre negou sua homossexualidade para evitar que a notícia fosse dada de forma sensacionalista.

Apesar dessa explicação, ele afirma no documentário que só contou aos seus pais que era gay em 2006, depois que um ex-atleta, a princípio seu amigo, precisava de dinheiro e soltou sua história na imprensa. Ele negou publicamente, mas não aos pais.

“Minha mãe perguntou: ‘Antes de tudo, essa história é verdadeira?’. Eu disse que sim, era real, que não iria negar. Aí ela disse: ‘Bem, por que as pessoas estão tão escandalizadas?’. Nesse momento me dei conta que tinha os melhores pais do mundo”, disse Jackson no documentário.

Colin Jackson nasceu em Cardiff, no País de Gales, e sua carreira como atleta foi muito gloriosa. Além da prata em Seul, ele foi tetracampeão europeu de forma consecutiva, entre 1990 e 2002, além de ter levado o ouro no Mundial de Atletismo em 1993 e 1999, tudo nos 110 metros com barreiras.

Veja também:

Related Posts

Comentários

Comentário