A peça A princesa e a costureira, que será apresentada na segunda-feira (18), no Completo Fepasa, abrindo a programação da 4ª Semana da Diversidade Sexual de Jundiaí, tem causado polêmica mesmo antes de sua estreia.

Grupos conservadores e extremistas buscam censurar o evento através de abaixo-assinados, e articular por meio de desinformação generalizada nas redes sociais, um boicote da população.

A peça é baseada no livro infanto-juvenil homônimo, escrito pela psicóloga Janaina Leslão, e narra o relacionamento afetivo entre as duas personagens (veja mais aqui). A ideia é “aguçar a curiosidade para refletir mais sobre o assunto e entender as chamadas ‘diferenças’ sem tanto preconceito”, explica a autora.

O prefeito da cidade, Luiz Fernando Machado, teve de vir a público esclarecer que a peça não será levada para escolas municipais, depois de portais ligados a grupos religiosos começarem a espalhar a notícia tentando causar ‘revolta’ entre os familiares de alunos da rede municipal de educação.

Em nota a Prefeitura esclareceu que a veiculação da peça não tem vínculo com o Sistema Municipal de Ensino e que atende o que determina a lei municipal que institui como responsabilidade do poder público a promoção dos direitos da pessoa humana, reforçando ainda o papel de apoiar a programação que tem a organização da ONG Aliados.

Para a assessora jurídica da ONG, Rose Gouvêa, a semana quer salientar o respeito entre as pessoas, independente da sua orientação sexual. Segundo ela, é um absurdo que ocorram polêmicas sobre o evento. “A programação está extensa e com assuntos relevantes, por isso não podemos deixar que um determinado público estrague ou atrapalhe a programação”.

Em entrevista ao jornal O Estado de S. Paulo, a autora Janaína Leslão falou sobre o objetivo do livro, de mostrar às meninas que elas têm escolhas, visto que na sociedade atual as meninas é quem são escolhidas e seu livro não visa definir orientações sexuais, mas celebrar a diversidade e a liberdade.


Conheça também o documentário Ser Criança:

Related Posts

Comentários

Comentário